Viva Vôlei
Você está em: Home > Notícias > Crianças de quatro núcleos do VivaVôlei acompanham Copa Rio Internacional

Crianças de quatro núcleos do VivaVôlei acompanham Copa Rio Internacional


Publicado em: 16/08/2015 16:23
(Créditos: )

A torcida brasileira contou com um animado reforço neste domingo (30.08), na Copa Rio Internacional, realizada no ginásio do Maracanãzinho, no Rio de Janeiro (RJ). Cerca de 200 crianças de quatro núcleos do projeto VivaVôlei compareceram para assistir ao duelo entre Bulgária e Alemanha, e principalmente para acompanharem as estrelas da casa, na disputa entre a seleção feminina brasileira contra a Holanda.


Alunos dos núcleos de Rio das Pedras, São João de Meriti, Vicente de Carvalho e Belford Roxo, todos do Rio de Janeiro, puderam torcer e vibrar com as comandadas do técnico José Roberto Guimarães. Os alunos ganharam brindes, o uniforme oficial do projeto e lancharam no ginásio do Maracanãzinho, assistidos por professores e coordenadores do VivaVôlei. A experiência, para quem está lado a lado dos jovens, foi extremamente enriquecedora.


“Eles estão criando um laço com o esporte, é fantástico vivenciarem essa experiência em jogos de alto nível. Isso cria ídolos, eles vão reconhecendo e identificando as jogadoras, se apaixonam pela nossa seleção e vão compartilhar essa sensação com a família. O projeto está crescendo, criando o que chamamos de fidelidade. Eventos como esse só acrescentam o elo com o esporte”, destacou Walmyr Lima, professor do núcleo de Rio das Pedras.


Recentemente, alunos do VivaVôlei estiveram presentes em diversas partidas e ações do voleibol brasileiro. Além de visitarem o Centro de Desenvolvimento do Voleibol (CDV) em Saquarema, eles também foram às finais das Superligas Masculina e Feminina, partidas da Liga Mundial 2015 e torneios de vôlei de praia, como a etapa Challenger realizada em Campo Grande (MS). O contato com os ídolos aumenta ainda mais o interesse dos alunos ao projeto.


“Quero ver a Gabi jogando, sou fã dela e me espelho para que um dia possa também jogar voleibol. É muito legal poder acompanhar de perto a seleção, torcemos pela seleção, mas ver de perto e ter a chance de tirar uma foto e pedir um autógrafo é emocionante”, disse Daniela Souza, aluna do núcleo de Rio das Pedras.


Programação de inclusão esportiva e social, o VivaVôlei oferece aulas de ‘mini-vôlei’ às crianças. Toda estrutura - tamanho da quadra, redes, bola etc - é adaptada para a faixa etária de 7 a 14 anos, a fim de otimizar as condições físicas e motoras e a capacidade técnica das crianças. As atividades têm duração de 60 minutos, em turmas com até 24 alunos, onde meninos e meninas compartilham o mesmo espaço.

 

Criado em 1999, o Instituto VivaVôlei, qualificado como OSCIP-Organização da Sociedade Civil de Interesse Público, tem como objetivo utilizar o esporte para sociabilizar crianças de 7 a 14 anos. Atualmente, existem 77 núcleos ativos espalhados por 18 estados brasileiros. As escolas atendidas apresentam, como diferencial, o fato de serem as únicas devidamente aparelhadas para o ensino do mini-vôlei ao público infantil no Brasil.